Associação dos Filhos e Amigos de Ipu – AFAI – cobra explicações à SEMA sobre o incêndio criminoso ocorrido em nossa Majestosa Bica do Ipu

Um dos grandes problemas da sociedade brasileira são os crimes ambientais, que, infelizmente, ocorrem com certa frequência em todo o território nacional. Queimadas e arrombamentos de barragens com resíduos químicos são exemplos do descaso com nossa fauna e flora, com nossa natureza.

A Terra de Iracema – Ipu, a 285 km de Fortaleza, foi cenário para este mal, infelizmente. A cidade, há época, ficou embaixo de fumaças devido as queimadas criminosas realizadas por pessoas mal educadas.

Desta feita, a AFAI (Associação dos Filhos e Amigos de Ipu), voltada aos lírios dos ipuenses, solicitou informações ao Conselho Gestor da APA da Bica do Ipu e à Secretaria do Meio Ambiente do Ceará – SEMA sobre o resultado da perícia feita no incêndio, cobrando dos órgãos uma explicação mais técnica sobre o ocorrido na cidade de Ipu.

Infelizmente, até hoje, não se tem uma explicação mais compatível com as indignações da população ipuense por tamanha barbaridade ambiental num cenário de rara beleza, principal cartão postal da nossa cidade.

A Sociedade Ipuense aguarda uma resposta dos órgãos públicos competentes, com medidas exemplares, a fim de que não mais ocorram episódios dessa natureza na Terra de Iracema.

Rádio Cidade
FM 106,3Mhz
Setor de Redação
Prof. George Aragão.

 

O Silêncio da SEMA !

No dia 3 de janeiro de 2018, incêndio atingiu a mata próxima à Área de Proteção Ambiental (APA) da Bica do Ipu, na Serra da Ibiapaba

No dia 15 de janeiro de 2018, a SEMA – Secretaria do Meio Ambiente, realizou perícia dos incêndios.

Passados 3 meses da realização da perícia, a AFAI- Associação dos Filhos e Amigos do Ipu, solicitou ao Conselho Gestor da APA da Bica do Ipu, informações sobre o resultado da perícia.

Não obtendo resposta, do Conselho Gestor da APA da Bica do Ipu, com sede no Ipu (CE), a AFAI registrou no dia 18 de abril de 2018, Manifestação no Sistema de Controladoria e Ouvidoria Geral do Governo do Estado do Ceará , solicitando um posicionamento da SEMA – Secretaria de Meio Ambiente, sobre o resultado da perícia.

No dia 27 de abril de 2018, a Controladoria e Ouvidoria Geral do Governo do Estado do Ceará enviou para o e-mail do Presidente da AFAI, a seguinte resposta a nossa Manifestação.

Abre aspas

“Prezado Francisco Paulo Rocha de Oliveira, informamos que a sua manifestação foi avaliada pelo técnico Leonardo Borralho, da Cobio, encarregado das Unidades de Conservação.

Estamos enviando a resposta da sua consulta:

Considerando que os laudos periciais de incêndios florestais têm como desdobramentos ações relacionadas a infrações e crimes de natureza ambiental, os resultados não podem ser compartilhados publicamente ainda em virtude dos processos de investigação e punição ficarem prejudicados.

Mas a SEMA se compromete a apresentar os resultados em reunião do Conselho Gestor da APA da Bica do Ipu para todos os conselheiros e para os interessados nos próximos encontros. O senhor é convidado para participar da reunião.

O local e horário serão anunciados no site da Secretaria do Meio Ambiente.

Para mais informações, estamos enviando o contato da Gestora da APA da Bica do IPU, senhora Helaine Matos para outros detalhes acerca da sua demanda. HELAINE MATOS -GESTORA APA DA BICA DO IPU TELEFONE: 88 -XXXXX-2600.Estamos de portas abertas para o cidadão. Agradecemos a sua participação. Ouvidoria SEMA.”

Fecha aspas

Concluindo:

A AFAI vem tentando, até o momento sem sucesso, contato com a Gestora da APA da Bica do Ipu para obter informações de quando será realizada a reunião na qual a SEMA se compromete a apresentar o resultado da perícia.

Na última tentativa feita pela Diretoria da AFAI com o Conselho Gestor da APA da Bica do Ipu, fomos informados por uma funcionária do órgão, que a Gestora encontra-se em férias e que o cronograma de reuniões “é com ela”.

A AFAI entende que as ações da SEMA no combate aos crimes ambientais cometidos na Área de Preservação Ambiental da Bica do Ipu devam ser tratadas com transparência pelo Conselho Gestor da APA da Bica do Ipu, para que a comunidade possa participar do combate a esses crimes.

Paulo Rocha

 

Posted Under

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *